Revista Cristina – Sou filho dum Palhaço

Dia do Riso, Dia Internacional do Riso, Radio Sim, Nilton, Palhaço Croquete, Vira Vento, Palhaços, Humoristas, Rir, Riso, Palhaço, Alegria, Dia Mundial
Dia Mundial do Riso na Radio Sim
Fevereiro 7, 2018
Videos do Palhaço, Festas de Natal, palhaço, palhaços, festas, festa, natal, infantil, infantis, natalicias, animação com palhaços, animações, palhaço croquete, palhaços de portugal, palhaços de circo, palhaços portugueses, palhaços musicais, Palhaço cantor, palhaço animado, espectaculo de palhaços, festas de natal, festas infantis, animaçao de natal, animaçoes de festas, festas de empresas, festa do Natal, festas tematicas, espectaculos, espectaculos com palhaços, espectaculos para crianças, animação infantil, parelhas, animador, musicais, cançoes, clown, Portugués payasos, Portuguese clowns, clowns Portugais, palhaços conhecidos, palhaços experientes, musicas, musica, festa de palhaços, entretenimento, ateliers, tempos livres, magia, alegria, artista, artistas, portugal, português, nacional, certames, feiras, eventos, Festival palhaços, Festivais de palhaços, palhaçadas, espetaculos, brincadeira
Festas de Natal
Novembro 3, 2018
Show all
Apanha se Puderes, Televisão, Cristina Ferreira, TVI, Palhaço, Croquete, Palhaços, Contactos

Filho dum Palhaço

JOÃO ASSUNÇÃO TEM 28 ANOS DE IDADE E É FILHO DE ANTÓNIO ASSUNÇÃO. PELO NOME, TALVEZ NÃO O CONHEÇA. NÓS AJUDAMOS: É QUEM HÁ 40 ANOS DÁ VIDA AO PALHAÇO CROQUETE. CONVERSÁMOS COM PAI E FILHO. SOBRE PALHAÇADAS E NÃO SÓ.

Revista Cristina de Março 2018

“Fui a muitos espectáculos. Sempre gostei muito de o ver. Sempre o apoiei em tudo. Sempre o ajudei”. As palavras iniciam o discurso de João Assunção, filho do icónico Palhaço Croquete, que muitos adultos de hoje se lembram de ter visto em criança. “Corremos o país de norte a sul, literalmente. Todos os fins de semana havia marcações”, lembra o jovem. Hoje, é diferente.

“O palhaço era o palhaço, o pai era o pai”, sintetiza António. “Tenho pena de não ter sido um pai mais divertido. Nenhum filho meu pode dizer que, alguma vez, lhe levantei a voz ou dei uma palmada. No entanto, posso ter sido brincalhão, mas podia ter sido mais divertido, transpondo mais a minha profissão”. Fora do palco, sempre foi reservado. Hoje, revela-se um bom conversador e menos preocupado. “Sempre levei demasiado a sério a minha profissão e acho que isso até me inibiu no meu dia a dia. Queria que as pessoas me vissem como alguém normal, que não um palhaço. Punha aquele ar mais sisudo, de quem quer que o levem a sério”. Na rotina e na vida familiar.

Fotos do programa “Apanha se puderes” com Cristina Ferreira